O QUE É EXPOSIÇÃO RESULTADOS CÂMERA ESCURA PINHOLE FOTOGRAFIA PLANALTINA REFERÊNCIAS MULTIMÍDIA MEMORIAL EXPEDIENTE CONTATO

Câmera escura

 

 

"Uma antiga lenda conta que um árabe acordou um dia e teve uma visão miraculosa na parede de sua tenda. Depois que o seu espanto inicial passou, ele percebeu que a 'visão' era na verdade a imagem invertida de um grupo de pessoas do lado de fora. Devido a uma coincidência perfeita, um pequeno buraco do outro lado da parede da tenda serviu como lente rudimentar"

Charles Swedlund

A humanidade conhece este fenômeno óptico da câmera escura desde a pré-história, quando possivelmente os raios solares invadiam as escuras cavernas por pequenos buracos e fabricavam a imagem invertida (RENNER, 2009:5-6).

Já no Renascimento, os artistas construíram intencionalmente câmeras escuras para tracejar a paisagem ou pessoas. O resultado final da pintura era mais realista e fiel à perspectiva. A criação da fotografia aproveitou o fenômeno da câmera escura e o grande desafio foi desenvolver um material sensível à luz que pudesse registrar a imagem refletida na parede.

Com a câmera escura, a imagem é formada porque a luz, refletida pelos objetos, se propaga em linha reta. Ao passar pelo orifício, o raio de luz emitido a partir do topo de determinada coisa reflete a imagem na base da parede. Do mesmo modo, a luz emitida da base do objeto reflete a imagem no topo da parede. O resultado é uma figura invertida, conforme a ilustração abaixo: